QUALIDADE DE ENSINO CRESCE EM CATU: ESCOLA MUNICIPAL PROF. JORGE LUÍS FOI REINAUGURADA

A unidade escolar passou por grandes obras de reforma e ampliação

Educação
Segunda, 10 de Fevereiro de 2020.
Prefeitura Municipal


Na última sexta-feira (07), a Prefeitura de Catu reinaugurou as instalações da Escola Municipal Professor Jorge Luís Ferreira Teixeira. A unidade recebeu, por meio de recursos próprios do Fundo Municipal de Educação, o investimento de cerca de 465 mil reais em sua estrutura e mais de R$ 80 mil em equipamentos, móveis e laboratório de robótica.

A escola conta com 248 estudantes matriculados entre ensino fundamental I, II e EJA, que agora podem dispor de 07 salas de aula, biblioteca, sala para equipamentos de fanfarra, depósito geral, depósito para material didático, palco para atividades culturais e outras; cozinha com dispensa e área de serviço, refeitório, banheiros com acessibilidade e com chuveiros, diretoria, secretaria, sala de professores, área de recreação, laboratório de robótica, além de nova instalação elétrica e hidrossanitária.

Segundo o arquiteto responsável pela obra, Agildo Júnior, a escola possuía boas estruturas, por isso não houve a necessidade de demoli-la. “Resolvemos fazer uma melhoria das instalações, então as salas foram ampliadas, criamos toda a parte de secretaria e diretoria, um espaço melhor, mais amplo, fizemos banheiros maiores, com chuveiros, com todo padrão de acessibilidade, seguindo as normas da escola”, pontuou o arquiteto.

Maísa Vitória, 15 anos, está no 9º ano do ensino fundamental II e declarou “a escola estava bem feia, mas hoje está bem melhor, gostei muito do mosaico. Antes não tinha laboratório de robótica, as professoras queriam dar aula, mas não tinha lugar para dar e hoje a gente tem”.

Tontei, artista plástico catuense, responsável pelo mosaico da fachada, inspirou-se no movimento artístico surrealista para criá-lo. “Eu trabalho com Agildo no setor de projetos, ele me mostrou uma inspiração em São Paulo e eu disse que podia fazer algo exclusivo para Catu, então ele me liberou, confiou, a gente começou a criar, colocou para a aprovação da equipe toda, o pessoal aprovou, eu formulei as cores e o resultado está aí”, revelou.

NOVIDADES EM 2020

Segundo a secretária de Educação e Cultura, Ana Teixeira, somente este ano mais 11 laboratórios de robótica serão instalados e inaugurados nas escolas municipais catuenses que fornecem o ensino fundamental II, para que os estudantes possam competir de igual para igual com outros discentes de cidades maiores, como Salvador e São Paulo. A secretária ainda afirma que além da parte estrutural, a Educação do município prima pela concepção de uma educação cidadã, para todos e inclusiva.

“A gente acredita também que escola só se desenvolve com a participação da comunidade, vocês pais, famílias que estão aqui hoje, precisam estar dentro da escola, porque vocês fazem a diferença”, concluiu Ana Teixeira.

Emocionado, o prefeito Gera Requião agradeceu a presença de todos e afirmou que a meta do governo sempre foi fornecer uma educação de qualidade aos munícipes. O prefeito aproveitou a ocasião para revelar novidades “na próxima semana nós estaremos iniciando a reconstrução da Escola Helena Araújo, ao lado da rodoviária. Em Bela-Flor estaremos entregando a Escola Geminiana S. Assunção totalmente reconstruída. No dia 20 teremos a licitação para reconstrução da Escola Arlindo Ribeiro em Pau Lavrado”.

E não parou por aí, segundo Gera, uma reivindicação antiga da juventude catuense será atendida: a construção de um cinema em Catu. O equipamento será instalado no local onde funcionava o copo de bombeiros civis.

O HOMENAGEADO

Jorge Luís Ferreira Teixeira, nascido em 27 de setembro de 1954, viveu toda sua infância e juventude em Catu. O catuense completou seus estudos e formou-se professor de Educação Física, trabalhando como educador no Colégio Estadual Pedro Ribeiro Pessoa, onde incentivou os jovens a amarem os esportes.

Aos 27 anos casou-se com a professora Maria Auxiliadora, o matrimônio resultou em sua única filha, Fernanda. Em 14 de janeiro de 1984, a vida do ainda jovem professor foi ceifada tragicamente. Diante de sua vida exemplar, a comunidade catuense e o executivo municipal prestaram-lhe muitas homenagens com nome da escola, de Grêmio Estudantil e dos Jogos Escolares.

Sua filha, Fernanda Cerqueira, compareceu a inauguração, agradeceu ao prefeito e a secretária da pasta pela bela escola entregue à comunidade e falou um pouco sobre o orgulho que sente do pai. “Eu conheço Jorge Luís através das pessoas que conheceram ele, a palavra humildade era unânime na hora de descrevê-lo”, explicou.

“Acredito que toda forma de transformação social vem através da educação e hoje nós estamos aqui entregando uma escola para vocês alunos e comunidade, porque o único bem que a gente tem e que ninguém tira da gente é o conhecimento”, concluiu Fernanda.



Voltar