Catu e São Francisco do Conde dão a largada para adotarem a Agenda 2030

Cidades vão realizar encontros pra viabilizar adoção das metas de desenvolvimento sustentável da ONU

Governo
Sexta, 22 de Março de 2019.
Prefeitura Municipal


Nos dias 23 e 25 de abril, as cidades de Catu e São Francisco do Conde realizarão, respectivamente, encontros com representantes do Worldwatch Institute (WWI -Brasil) e da Marinha do Brasil. As reuniões vão marcar o início da implantação da Agenda 2030 por estes municípios, que, assim, vão se comprometer a adotar ações para a efetivação dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU para serem cumpridos até o ano de 2030.  

O anúncio foi definido durante uma reunião realizada na sede da Rede Bahia, no início da tarde desta quinta-feira (21), e contou com as presenças das representações municipais, da oficial da Marinha Camilla Caricchio, do representante da WWI-Brasil, Eduardo Athayde, além da acionista e diretora do CORREIO, Renata Correia, do gerente de Marketing, Projetos e Mídias Digitais do CORREIO, Fábio Góis, da gerente comercial do jornal, Luciana Gomes, e da editora-chefe, Linda Bezerra.

O WWI convidará ainda o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Além da definição do ingresso das cidades na Agenda 2030, o encontro possibilitou que as cidades que integram os municípios da Baía de Todos-os-Santos pudessem estabelecer uma aproximação com a Marinha do Brasil para pactuar ações concretas em prol da sustentabilidade dos municípios, a exemplo da proteção da fauna e flora; de um controle e fiscalização contra a pesca ilegal, especialmente as modalidades com bomba, arrasto e narguilé; o derramamento de óleo e o ordenamento e uso das áreas costeiras, principalmente no que tange ao tráfego de embarcações, jet ski e bananas boats.

“A ODS 14 prevê a conservação e o uso sustentável dos oceanos, mares e os recursos marinhos. A parceria com as cidades amplia a capacidade da Marinha e, por sua vez, possibilita que essas cidades possam oferecer mais segurança para incrementar o turismo e adotar ações protetivas para as atividades econômicas mais artesanais. Ganham todos”, enfatizou a representante da Marinha, Camilla Caricchio.

Entusiasmada com as possibilidades de parceria, a representante da Secretaria do Turismo de São Francisco do Conde, Úrsula Gomes, salientou a importância de que todos os 18 municípios banhados pela Baía de Todos-os-Santos adotem a Agenda 2030 como uma forma de estimular o crescimento da região em diversas áreas, especialmente no turismo, geração de emprego e renda, e educação.

“Essa rede possibilita que possamos pensar em soluções conjuntas, ao passo que nos fortalece”, enfatizou. Ela fez questão de ressaltar que o município possui uma lista de pessoas interessadas em realizar o curso que capacita a condução de embarcação oferecido pela Marinha e que o encontro já possibilitou a concretização de uma parceria. “Era justamente isso que estávamos buscando”, pontuou.



Voltar