Caminhada do Proerd mobiliza mais de 600 alunos da rede pública em Catu

Pela sexta vez consecutiva, Polícia Militar e Secretaria de Educação realizam o programa nas escolas

Educação
Sexta, 10 de Agosto de 2018.
Prefeitura Municipal


A Prefeitura Municipal de Catu e a Polícia Militar firmaram parceria há seis anos; e de lá para cá – dois aguardados momentos ocorrem para os “proerdianos”. O primeiro é a Caminhada do PROERD; quando os educandos dos 3º, 4º; 5º e 7º anos saem às ruas da cidade – vestindo a camisa - no combate às drogas e à violência.

Após um período de três meses, policiais militares fardados, devidamente treinados e com material didático específico desenvolveram nas escolas atividades de prevenção às drogas e à violência, em uma ação conjunta entre a Polícia Militar, Escolas e Famílias, no sentido de prevenir o abuso de drogas e a violência entre estudantes, e hoje saíram às ruas em ação educativa, dando visibilidade ao programa.

A professora e coordenadora do PROERD em Catu, Kátia Alcântara avalia o projeto de forma positiva para as famílias. “Ações que mostrem os riscos e os danos ocasionados com o uso das drogas – fortalecem os jovens em dizer Não às Drogas! O próximo momento aguardado pelos meninos é a formatura – quando as redações selecionadas serão premiadas. Mais um momento de fortalecer e propagar as ações educativas de resistência ao uso das Drogas e o combate a Violência”, argumentou Kátia.

Segundo o relatório da ONU – Organização das Nações Unidas, publicado em 26 de junho deste ano; “o uso de drogas e os danos associados a ele são os mais elevados entre os jovens em comparação aos mais velhos. A maioria das pesquisas sugere que a adolescência precoce (12-14 anos) e a tardia (15-17 anos) é um período de risco crítico para o início do uso de substâncias e pode atingir o pico entre os jovens (com idade entre 18 e 25 anos).”

A Secretaria de Educação e Cultura aderiu ao PROERD em 2013 e, nesse período mais de 2.000 educandos da rede municipal já participaram.

Escolas Participantes em 2018: Themístocles C. Góes (Bom Viver); Arlindo Ribeiro; Helena de Araújo (Boa Vista); Jecelino Nogueira (Barão de Camaçari); Maria Gabriela (Santa Rita); Francisco Xavier (Fleming) e Gilberto da Mata (Pioneiro).

Redação: Edmilson Chaves
Fotos: Leonnardo Ribeiro


Voltar