Secretaria de Saúde inicia Campanha de Vacinação contra Raiva Animal em cães e gatos

Procure seu agente ou sua Unidade de Saúde e informe-se sobre o dia de vacinação na sua localidade

Saúde
Terça, 03 de Julho de 2018.
Prefeitura Municipal


A Prefeitura Municipal de Catu, através da Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Epidemiológica, realiza a partir desta segunda-feira (03) a Campanha de Vacinação contra Raiva Animal em cães e gatos do município, a vacinação acontece até o dia 03 de agosto.

A raiva é altamente contagiosa e fatal. Sua família merece esse cuidado especial. Procure seu agente ou sua Unidade de Saúde e informe-se sobre o dia de vacinação na sua localidade. Mantenha o Cartão de Vacinação do seu animal de estimação em dias. Só haverá raiva humana, se houver raiva animal! Todos os animais (cães e gatos) devem ser imunizados.

A raiva é uma zoonose causada por vírus, que é transmitida ao homem por animais mamíferos. É uma doença mortal para os animais e seres humanos. A forma mais eficaz de impedir a ocorrência de raiva humana transmitida por cães e gatos é manter os animais vacinados, de modo a formar uma barreira imunológica que impeça a disseminação do vírus.

TRANSMISSÃO

A transmissão da raiva acontece quando um animal infectado deposita o vírus existente em sua saliva em ferimentos e mucosas de pessoas, através de mordidas, arranhões ou lambidas.

Para o homem, o principal transmissor da raiva é o cão, vindo a seguir o gato. Atualmente o morcego vem se tornando um importante transmissor, principalmente o morcego hematófago. Eles atacam preferencialmente os animais herbívoros, e ocasionalmente o homem, e transmitem a doença, mesmo sem apresentar sinais indicativos, mantendo assim a cadeia de transmissão.

 SINAIS INDICATIVOS DA RAIVA ANIMAL

- Mudança de comportamento;
- Tornam-se agressivos, mordem pessoas e objetos, ou ficam tristes, procurando lugares escuros;
- Ficam de boca aberta, com baba.

O QUE FAZER QUANDO AGREDIDO POR ANIMAL

- Lavar imediatamente o ferimento com água e sabão, e procurar com urgência o Serviço de Saúde mais próximo;
- Não matar o animal, e sim, deixá-lo em observação durante 10 dias, recebendo água e alimentação normalmente (mesmo se ele for vacinado), para que se possa identificar qualquer sinal indicativo de raiva;
- O animal deverá ficar em local seguro, para que não possa fugir ou atacar outras pessoas e animais.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO

- Vacinar os animais todos os anos (a partir dos 3 meses de idade);
- Manter o cão no domicílio, para que ele não tenha contato com animais vadios, que são os principais transmissores da raiva em área urbana.


Voltar